Santa Luzia

  • 214.830 Habitantes

Situada na Grande BH, região metropolitana de Belo Horizonte, Santa Luzia fica a 27 km da capital mineira. Por ser uma cidade de estilo colonial, suas principais atrações turísticas são demarcadas por belas construções históricas.

Museus, antigos casarões, igrejas e capelas compõem o cenário que recebeu D. Pedro II e sua comitiva. A Igreja Matriz de Santa Luzia foi edificada em 1701, mas passou por diversas reformas, adotando o estilo rococó, as marcas de Aleijadinho e, finalmente, o estilo neoclássico.

A Igreja Nossa Senhora do Rosário foi erguida por comunidades negras primórdios do arraial em meados do século 18. O famoso Solar da Baronesa é um dos casarões mais belos da época. Construído entre os séculos 18 e 19, abrigou D. Pedro II durante sua viagem por Minas Gerais. Nos estilos rococó e neoclássico, o solar possui um lindo retábulo dedicado a Nossa Senhora das Dores.

Como a maioria das cidades históricas, o município também possui a sua Rua Direita. Principal centro comercial do então arraial de Santa Luzia do Rio das Velhas, a Rua Direita abrigava as principais famílias da cidade e também concentrava todos os poderes, religioso, executivo, legislativo e judiciário.

Mosteiro de Macaúbas
Compartilhe esta página:

ATRATIVOS

Museu Histórico Aurélio Dolabela

Erguido no séc. XVIII pelo vigário luziense, Manoel Pires de Miranda. Em 1842, serviu de quartel-general dos bravos “Luzias”, forças rebeldes do império, durante a Revolução Liberal. Posteriormente foi ocupado pelas tropas legalistas vitoriosas do Barão de Caxias.

Em meados do séc. XIX foi adquirido pela Baronesa de Santa Luzia funcionando como “Casa de São João de Deus”. No final do séc. XIX passou a pertencer à família Teixeira da Costa. Atualmente pertence à municipalidade, abrigando a “Casa de Cultura” e o “Museu Aurélio Dolabella”, com acervo de imaginária, partituras musicais, mobiliário e utensílios domésticos. 

Solar da Baronesa

Edificado entre o final do séc. XVIII e início do XIX, para abrigar a família do 1º Barão de Santa Luzia, Manuel Ribeiro Viana, Tenente Coronel, Comendador, comerciante, vereador, acionista fundador do Banco do Brasil e sua esposa Maria Alexandrina de Almeida.

Em 1881 hospedou D. Pedro II e sua comitiva em viagem por Minas Gerais. Em seu interior encontra-se decoração nos estilos Rococó e Neoclássico e um lindo retábulo consagrado a Nossa Senhora das Dores. Hoje abriga um museu dedicado às conquistas das mulheres.

Igreja de Nossa Senhora do Rosário

Templo erguido pela irmandade dos negros nos primórdios do arraial. Em meados do séc. XVIII, recebeu melhorias com apoio dos homens brancos filiados à confraria dos negros. Em 1756, o vigário de Roça Grande veio benzer solenemente essa nova capela.
No início do séc. XX, foi novamente reformada, tendo sido gravada no frontão a data de 1909, provavelmente marco de conclusão das obras.
Mais

serviços

Prefeitura
(31) 3641-5825

Secretaria de Turismo
(31) 3641-5252

Site
www.santaluzia.mg.gov.br